Princípios da educação financeira

Educação Financeira

Educação Financeira

 

Princípios da Educação Financeira

 

 

 

A educação financeira pessoal passa por quatro princípios básicos que irão nortear todas as ações para que se tenha uma vida organizada e direcionada para que seus objetivos sejam alcançados. Estes princípios são:

 

  • Controle financeiro: é fundamental sabermos quanto recebemos e quanto precisamos gastar todos os meses para nos organizar visando o futuro;

 

  • Planejamento financeiro: é a forma como vamos equilibrar nossas finanças para não incorrer em erros como estourar o cartão de crédito ou faltar dinheiro para efetivação de um projeto;

 

  • Objetivos: vivemos em busca de atingir objetivos, metas ou realizar sonhos e alcançá-los, precisamos ter uma visão realista e definir com clareza o que fazer para torná-los realidade sem maiores atropelos;

 

  • Geração de riqueza: aumentar os rendimentos e criar reservas que nos garantam uma vida mais equilibrada e conforto no caso de alguma eventualidade.

 

A importância do controle na educação financeira

 

A falta de controle sobre as finanças resulta em um dos maiores problemas para as pessoas fazendo-a com que acabem contraindo dívidas ou as impeça de realizar seus objetivos.

 

O primeiro passo para uma educação financeira eficiente é criar mecanismos para se controlar seus ganhos e, principalmente, suas despesas. Sem isto, não há como planejar-se. Ignorar seus gastos é o mesmo que jogar dinheiro fora, pois certamente, estará pagando altos juros bancários ou pagando mais caro por algum tipo de serviço contratado.

 

Não importa a forma como se faz este controle, mas é essencial organizar-se neste sentido. Hoje em dia, com a invasão da tecnologia em nossas vidas e, em especial, a internet, mesmo com parcos conhecimentos de informática é simples realizar este controle com planilhas.

E, se não souber criá-las, há um sem número de opções simples e gratuitas que podem ser baixadas.

 

[Total: 1    Média: 5/5]